Buscar
  • Fabio Menezes

Hamilton x Verstappen: rivalidades na Fórmula 1 e seus impactos.


Hamilton e Verstappen disputam a liderança no GP da Grã-Bretanha
Fonte: AP Press/Jon Super

No último Domingo (18 de Julho), tivemos o Grande Prêmio da Grã-Bretanha de Fórmula 1, e a corrida ficou marcada pelo acidente entre Lewis Hamilton, da Mercedes, e Max Verstappen, da Red Bull, logo na primeira volta. Ambos disputam o título mundial da atual temporada, e o acidente parece ter sido o catalisador para mudar o patamar da rivalidade entre os dois. A proposta deste artigo não é discutir o acidente em si, muito menos apontar se há um culpado ou quem seria (discussão que tem dominado as redes sociais desde o acidente). Aqui, eu gostaria de colocar em questão como os envolvidos lidaram com o acidente e alguns dos possíveis efeitos para o campeonato e para a relação entre os dois pilotos.


Antes de prosseguir, vamos contextualizar um pouco melhor a situação, para aqueles que não acompanham de perto a Fórmula 1. Lewis Hamilton é heptacampeão mundial, ganhou seis dos últimos sete campeonatos (incluindo os últimos quatro consecutivamente) e é considerado um dos grandes pilotos da história do esporte. Max Verstappen é um jovem piloto, embora já bastante experiente, pois está na Fórmula 1 desde 2015. No Grande Prêmio da Espanha de 2016, se tornou o piloto mais jovem da história a vencer uma corrida, e há alguns anos busca uma oportunidade de conquistar seu primeiro título mundial.

Esse ano parece ser a melhor oportunidade para Verstappen desde que entrou na categoria, já que pela primeira vez em muitos anos o carro da Red Bull é melhor que o da Mercedes. Verstappen ganhou cinco das dez corridas disputadas até o momento, e estava com uma vantagem de 33 pontos sobre Hamilton no campeonato. Foi nesse contexto que chegamos ao GP da Grã-Bretanha. Sem vencer há cinco corridas, correndo em casa e diante de sua torcida fanática, Hamilton largou melhor e foi pra cima de Verstappen. Por diversas curvas os dois pilotos disputaram roda com roda pela liderança da corrida, até que na curva Copse, os dois se chocaram. Verstappen se chocou com o muro de pneus e teve que ir ao hospital fazer exames para checar se o impacto não tinha causado nenhum problema de saúde, enquanto Hamilton sofreu uma punição de 10 segundos, mas ainda assim conseguiu vencer a corrida, diminuindo significativamente a vantagem de Verstappen no campeonato, que agora é de 8 pontos.


Logo após o acidente, foi decretada bandeira vermelha, interrompendo a corrida para que o muro de pneus pudesse ser consertado, como medida de segurança. Durante o período de interrupção, a transmissão mostrou as conversas de rádio entre os chefes das duas equipes com Michael Masi, diretor de prova. Ambos reclamaram do piloto da equipe adversária, cobrando que os fiscais de prova decidissem por alguma punição. Esse procedimento é comum na Fórmula 1, e os próprios pilotos reclamam bastante no rádio sobre o comportamento uns dos outros, pois sabem que os fiscais tem acesso a tais comunicações (e muitas delas são transmitidas para os telespectadores). É uma forma de pressionar e tentar obter alguma vantagem num esporte onde segundos podem decidir uma corrida ou mesmo o campeonato.


A rivalidade entre Lewis Hamilton e Max Verstappen se acirrou após o acidente

Após a corrida, Hamilton comemorou bastante com sua torcida, e Max Verstappen fez um post em seu instagram com duras críticas ao rival, chamando sua manobra de perigosa e sua comemoração de desrespeitosa e antidesportiva. Hamilton, por sua vez, afirmou não ter motivos para se desculpar e que achou a punição injusta. O que se observou, na prática, foi um aumento no nível de tensão entre os dois competidores, o que deve se manter, no mínimo, até o final do campeonato. Isso se estende em certa medida para as equipes também, já que Christian Horner, da Red Bull, também fez duras críticas a Hamilton, chamando sua vitória de “vazia”.

Rivalidades são interessantes para o esporte em geral, pois aumentam a atratividade para os fãs e o interesse de pessoas menos envolvidas com determinada modalidade. Não é preciso gostar de Fórmula 1 para conhecer a rivalidade entre Senna e Prost, ou de futebol para saber de Messi e Cristiano Ronaldo, entre outras, nas mais diversas modalidades. A rivalidade entre Magic Johnson e Larry Bird foi considerada um dos pontos que ajudou a NBA a crescer significativamente nos anos 80. A mídia tende a explorar as narrativas sobre rivalidades, dando mais dramaticidade para determinado evento. Para os envolvidos, porém, viver uma rivalidade é algo desgastante. Em 2016, após anos de uma intensa rivalidade com o próprio Lewis Hamilton, seu companheiro de equipe, Nico Rosberg conquistou o título mundial e em seguida decidiu se aposentar da Fórmula 1. Na entrevista coletiva após a última corrida da temporada, Rosberg demonstrava estar esgotado física e emocionalmente.

A Fórmula 1 é uma modalidade que exige concentração e controle em todos os momentos de uma prova. Qualquer erro pode decidir uma corrida, ou pior, levar a um acidente grave. Não é raro que um piloto seja substituído no meio da temporada, após uma sequência de maus resultados, principalmente no caso de pilotos menos experientes e com menos patrocinadores. Por todas essas questões, trata-se de uma modalidade na qual os níveis de tensão dos competidores estão constantemente elevados. Uma rivalidade, nesse contexto, torna as corridas ainda mais tensas, sobretudo quando os rivais estão na mesma equipe, disputando o status de primeiro piloto ou até uma vaga na próxima temporada. Isso não acontece apenas nas disputas por vitórias ou campeonatos, muitas vezes havendo rivalidades entre pilotos de equipes menores. Esse nível de tensão pode trazer prejuízos tanto para o desempenho quanto para a saúde mental do piloto, o que, por sua vez, tende a prejudicar ainda mais o desempenho.

Apesar de todas essas questões, muitas vezes a rivalidade, embora tensa, é vista de forma positiva, na medida em que traz à tona o melhor desempenho do competidor, que se vê ainda mais determinado a superar o rival. É comum que, após o auge da rivalidade, quando os pilotos não disputam mais entre si ou se aposentam, a animosidade entre eles diminua e até mesmo surja uma relação de amizade. As disputas passam a ser vistas como algo que os uniu e os identifica, sobretudo na visão do público, embora obviamente nem sempre isso aconteça, e em alguns casos a animosidade se mantém mesmo após muitos anos da aposentadoria de ambos.

Rivalidades fazem parte do meio esportivo e muitos atletas terão que lidar com uma ou várias ao longo de suas trajetórias. Na Fórmula 1 em particular, elas são bastante celebradas, como é o caso de grandes rivalidades como Senna x Prost, Piquet x Mansell, Lauda x Hunt, entre outras. Nesse contexto, é importante que os envolvidos é importante fazê-lo de uma maneira que não traga, ou pelo menos minimize, os prejuízos para a saúde mental. Em artigos futuros vamos abordar algumas possíveis maneiras de lidar com isso, além de falar sobre outras rivalidades no esporte.

Por último, deixo aqui duas dicas culturais para quem se interessou pelo tema: a primeira é a série da Netflix “F1 – Dirigir para Viver”, que mostra os bastidores da Fórmula 1, as relações entre as equipes, pilotos e muito do que envolve esse meio tão interessante e competitivo. A outra é o filme “Rush – No limite da emoção”, de 2013, que conta a história da rivalidade entre Niki Lauda e James Hunt, nos anos 70. O filme e as atuações são excelentes, vale a pena assistir, mesmo para quem não gosta tanto da modalidade.

Por enquanto, aguardamos os próximos capítulos e os desdobramentos da disputa entre Lewis Hamilton e Max Verstappen. Conforme surgirem novos acontecimentos que possam ser discutidos aqui, aprofundaremos mais a discussão. Caso você queira saber mais ou discutir algum aspecto do texto, do tema em geral ou de algum outro assunto sobre o esporte, psicologia e sociedade, entre em contato por e-mail ou por nossas redes sociais!


Comentários, críticas e sugestões são sempre bem vindos! Até a próxima!

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo